Breve síntese sobre Kungfu/Wushu

Tradicional

A China possui quatro artes consideradas como patrimônio cultural: Medicina Chinesa, Ópera, Caligrafia e o Kungfu.

Kungfu (功夫), também conhecido como Wushu, kuoshu, que são palavras chinesas que em forma coloquial, pode significar “tempo e habilidade”, “trabalho duro”, algo adquirido através de esforço ou ainda competência na luta corporal.


Além da habilidade em combate e ganho de saúde, o wushu (arte da guerra) trabalha o desenvolvimento pessoal, advindo da disciplina, persistência e respeito aos limites; estrutura o corpo e a mente ajudando no equilibrio psíquico e auxiliando a pessoa a encarar novos obstáculos e desafios sem desistir.

O Wushu pode ser praticado por adultos, idosos e crianças de ambos os sexos dependendo do estilo. Se bem desenvolvido, possibilita um equilíbrio corporal total, buscando a paz interior, aumentando a saúde e a qualidade de vida. Possibilita também o controle do estresse, de angústias, ajudando na concentração.

Nos anos 80, a Comissão Esportiva Nacional, com o intuito de difundir a herança das artes marciais tradicionais, iniciou uma pesquisa aprofundada sobre as melhores artes marciais tradicionais provenientes do povo. Com a pesquisa, foram encontrados 129 estilos de luta, dos quais 60 têm origem em Shandong. Portanto, a província de Shandong tornou-se a província das artes marciais, onde se originaram estilos como: Tang Lang Quan (螳螂拳), Cha Quan (查拳), Hua Quan (滑拳), Pao Quan (炮拳), Hong Quan (洪拳), Sun Bin Quan (孙膑拳), Wen Sheng Quan (文圣拳), Zhan Xue Quan (斩穴拳), Yan Qing Quan (燕青拳) e vários outros.

Kungfu para crianças

Benefícios do Kungfu para crianças

O Kungfu pode ser praticado por todas as idades, mas é imprescindível que o professor saiba conduzir as aulas respeitando a fase de desenvolvimento que o aluno se encontra. É o caso do ensino do Kungfu para crianças.

  

As crianças que praticam Kungfu se tornam mais responsáveis, seguras e aprendem a importância da disciplina. Além disso, durante os treinamentos vivenciam situações que desenvolvem a capacidade de se ajudar e aprender mutuamente. 

Durante o processo de aprendizagem do Kungfu, o professor mostra para a criança o quanto ela é capaz de evoluir respeitando seus próprios limites.

 

O contato com a filosofia do Kungfu também ajuda na boa formação educacional e social, já que os alunos trabalham o tempo todo conceitos como respeito, calma, atenção, concentração, auto-controle, auto-confiança e valorização, além da arte harmonizar as energias e desenvolver os movimentos, a consciência corporal e a coordenação motora.   

 

 Operatório concreto (6 aos 12 anos): Neste estágio a criança desenvolve noções de tempo, espaço, velocidade, ordem, casualidade, sendo então capaz de relacionar diferentes aspectos e abstrair dados da realidade.   

 

Ensinamos o que tem de melhor, não somente o marcial, mas principalmente o respeito pela vida e pelo próximo, com responsabilidade sem distinção de raça, cor, religião ou sexo.

Kungfu para Mulheres

As mulheres hoje são tão guerreiras quanto os homens e o conceito de que "Yang" (pólo masculino) que é considerado "ativo" e "Yin" (pólo feminino), "passivo" dando a conotação de fragilidade e falta de força às mulheres (Yin) caiu por terra. Na verdade um traz em si a semente do outro e assim podemos ver o suave e a dureza unidos no Kungfu como um complemento imprescindível. 

A procura do Kungfu Tradicional pelas mulheres vem substituindo o formato das academias de ginástica que se preocupam predominantemente com a forma física e a beleza do corpo. As mulheres buscam mais que isso:

querem também harmonia interior, superação de seus limites, força, habilidades físicas e mentais para lidar com as dificuldades do dia a dia e qualidade de vida, o que é a proposta do Kung Fu. Além disso, o Kungfu trabalha muitos aspectos psicológicos como a autoconfiança, autoestima, ajuda a liberar o estresse e ainda ensina defesa pessoal.

Sobre o treino do Kungfu feminino, não há diferenças quanto à prática, mas sim quanto aos objetivos de cada um independente do sexo. Todas as mulheres podem praticar Kungfu, já que suas técnicas de defesa pessoal são adequadas ao público feminino sendo aplicadas com velocidade e precisão e não com a força.

Kungfu é a arte marcial indicada para as mulheres que buscam desafios transformadores para sua vida.

 

Venha viver essa fascinante experiência.

Tai Chi Chuan

O Tai Chi Chuan é uma arte milenar de origem oriental, com um sistema de práticas que beneficiam as pessoas num todo, equilibrando tanto a mente quanto o corpo.


As práticas de Meditação (Serenidade) e o Tai Chi Chuan são técnicas específicas para a obtenção de estados mentais tranqüilos, que podem ajudar na prevenção e na cura de doenças. O Tai Chi Chuan integra o corpo e a mente, a respiração e o movimento, as mãos e os pés. O corpo inteiro se torna integrado e move-se como um todo. A mente (Yi) é usada para dirigir a energia (Chi) e movimenta os membros do corpo.

O movimento impulsiona o sangue através do sistema, ajudando no funcionamento adequado dos órgãos internos.


O Tai Chi Chuan é composto de movimentos abertos, redondos e relaxados, designados a estabilizar o equilíbrio das forças vitais do organismo (a união entre as forças vitais Yin e Yang). Isto ajuda todo o corpo a executar suas funções de maneira eficiente, sem a intervenção do trabalho de cada órgão. Através destes movimentos suaves, aprendemos o segredo da "imunidade contra doenças degenerativas". Com o conhecimento de como exercitar-se corretamente e com determinação a disciplinar-se consistentemente, adquirimos a saúde natural.

Alguns benefícios da prática constante do Tai Chi Chuan: 

  •  aumento da vitalidade, dando mais energia e disposição; 

  •  fortalecimento do sistema nervoso;

  •  aumento da atenção e concentração mental;

  •  desenvolvimento pleno do potencial mental e espiritual;

  •  equilíbrio total de todos os sistemas orgânicos do corpo;

  •  conquista da serenidade e o equilíbrio das emoções;

  •  auxilia na prevenção e redução do estresse e a sobrecarga mental;

  •  aumento da flexibilidade, proporcionando um relaxamento muscular em todo o corpo; 

  •  fortalecimento do sistema imunológico ajudando na prevenção de doenças;

  •  superação dos medos e limites.

Sandá / Boxe Chinês

O Sandá possui semelhanças com o Kickboxing, mas tem como característca principal as quedas e arremessos ao solo. É um dos componentes dos diversos estilos de Kung Fu (princípio de todas as artes marciais conhecidas de acordo com textos clássicos, principalmente do Shuai Jiao popularmente o Judô chinês que antecede o Jiu Jitsu), normalmente ensinado integrado às diversas formas de wushu.

O termo sanda é um dos mais antigos e de uso mais comum, porém, quando o governo chinês formalizou e padronizou as artes marciais, usou oficialmente o termo 

sanshou para designar este aspecto, posteriormente voltando a usar o termo sanda.

Os treinamentos cardio-vasculares e de resistência muscular nessa modalidade são bastante intensos, às vezes até extremos, possibilitando aos competidores um preparo físico invejável.

 

Sandá (散打; literalmente "luta livre") ou Sànshǒu (散手; literalmente "mãos livres"), muito conhecido como Boxe-Chinês, é uma forma chinesa moderna de combate corpo-a-corpo, um sistema de auto-defesa, e um esporte de combate.

Rua Oratório, 1429 - Parque das Nações

Santo André - São Paulo - Sp

Telefone

11 4319.0035

Whatsapp (11) 94321.5885

contato@lifeilin.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Reconhecida por

Lifei Lin Brasil - Todos os direitos reservados